Câncer de bexiga: cirurgias robóticas reduzem risco de sequelas

Após o procedimento assistido por robô, o paciente com câncer de bexiga tem menos risco de complicações. Apresenta, por exemplo, menos coágulos sanguíneos (redução de 77%). Isso encurta o tempo de hospitalização e, consequentemente, faz com que o indivíduo volte mais cedo para casa.

A conclusão é de um estudo realizado durante três anos (2017-2020) em 9 hospitais do Reino Unido. O trabalho foi divulgado no periódico científico Journal of the American Medical Association. Há outros achados da pesquisa, como constatar queda de mais 50% nos casos de reinternação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s