Cai número de transplantes de rins

Segundo a Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO), 15.640 pessoas foram incluídas no ano passado na lista para receber transplante de rins. Desses, mais de 3 mil morreram durante a espera. Para modificar esse cenário, a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) lançou a campanha “SBU pela doação de órgãos”.

Quando os rins não funcionam, o paciente recorre a sessões de hemodiálise, que podem ser feitas duas vezes por semana ou até mesmo diariamente. Cada sessão pode demorar até cinco horas.

Diversos motivos podem levar à insuficiência renal. Pressão alta, diabetes, obstrução no trato urinário são alguns deles. O transplante é indicado em várias situações. Em especial, quando o paciente tem insuficiência renal crônica e já necessita de diálise.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s