A saúde urológica do idoso

O avançar da idade traz mudanças fisiológicas que, muitas vezes, propiciam problemas de saúde (link: http://bit.ly/303uqac). Entretanto, alguns indivíduos tendem a ignorar a situação, pois avaliam se tratar de características ‘normais’ da velhice. Estar atento a essas questões tende a prevenir o paciente de complicações futuras.

A infecção urinária, por exemplo. Depois dos 65 anos, 20% das mulheres e 10% dos homens apresentam esse problema. Quando não tratado, o quadro pode evoluir para problemas nos órgãos do trato urinário, como rins e bexiga.

Além disso, o homem, na terceira idade, convive com o crescimento benigno da próstata. É natural a próstata crescer com o tempo. Entretanto, é necessário acompanhar o paciente, para que o quadro não se agrave.

Diminuição na produção de hormônios; flacidez na musculatura pélvica; doenças crônicas, como diabetes, comprometendo a resposta imunológica do organismo… Inúmeras questões impactam a saúde urológica do idoso. O mais importante é saber que o processo de envelhecimento não deve ser sinônimo de qualidade de vida precária. Perda involuntária de micção, urgência contínua em urinar, dentre outros problemas não devem se tornar habituais na vida das pessoas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s