Videocirurgia na Urologia

A urologia, especialidade que trata das doenças do sistema urinário dos homens e das mulheres e do sistema genital masculino, incorporou um grande número de procedimentos em videocirurgia. No Ceará, a primeira nefrectomia (retirada do rim doente) por videocirurgia e a primeira prostatectomia radical (retirada da próstata com câncer) por videocirurgia foram realizadas em 2000 e em 2002, respectivamente.

Procedimentos endoscópicos em videocirurgia (que utilizam orifícios naturais, como boca, uretra e ânus), também representam grande avanço para a urologia, por exemplo, para o tratamento de cálculos urinários. Atualmente, cálculos são tratados por cirurgias sem nenhuma incisão com a passagem de um endoscópio urinário através da uretra, bexiga, ureter e até o rim. A utilização do laser tornou este procedimento ainda mais efetivo.

Uma inovação recente é o robô cirurgião (Plataforma Da Vinci), fruto de avanços na área da robótica. Comandado por um médico cirurgião durante a videocirurgia, o equipamento agrega maior precisão aos movimentos, facilitando a realização de suturas, entre outros.