Fimose: o que é, como surge e tratamento

Por fimose, entende-se a dificuldade ou impossibilidade de expor a glande (extremidade do pênis) porque a pele que a recobre tem um anel muito estreito. O problema pode ser de origem congênita (desde o nascimento) ou adquirida.

A fimose não permite que se lave adequadamente a glande, favorecendo o acúmulo de secreções. Ao longo do tempo, isso se torna um fator de risco para o desenvolvimento de câncer de pênis.

Fatores de risco

Na maioria dos casos, a fimose é congênita, podendo ser identificada nos primeiros anos de vida.

Estatísticas

Estudos mostram que cerca de 90% dos meninos nascem com fimose: é a proteção natural da glande. Aos seis meses de idade, esse número cai para 20% e aos três anos os números invertem: 90% dos meninos já não apresentam fimose.

Tratamento

A fimose pode ser retirada por meio de cirurgia (postectomia). Aplica-se uma anestesia na região e retira-se a pele desnecessária.


Leia também

Saiba quais são as doenças urológicas mais frequentes