Câncer de pênis: prevenção e tratamento

Prevenção

O câncer de pênis é uma doença completamente evitável a partir, primeiramente, de uma higiene correta. Deve-se fazer uma limpeza diária no órgão com água e sabão, principalmente após as relações sexuais e a masturbação.

Outra medida importante é a realização de cirurgia para eliminação da fimose nos pacientes diagnosticados com o problema.

O papilomavírus humano (HPV) tem um papel importante no desenvolvimento de células cancerosas. É sexualmente transmissível e está presente em 30% dos casos de câncer de pênis. Desse modo, o paciente deve buscar um diagnóstico e tratamento como medida de prevenção do câncer de pênis. Ademais, deve-se fazer uso de preservativos (camisinhas) nas relações sexuais de modo a evitar o contágio pelo HPV.

Caso apareça alguma ferida ou tumor no pênis, o paciente deve buscar um urologista imediatamente, pois o diagnóstico precoce aumenta as chances de cura.

Tratamento

Os métodos de tratamento variam conforme o estágio da doença. Em estágios mais avançados, pode-se indicar radioterapia, cirurgia e, nos casos mais graves, a amputação parcial ou total do órgão. A amputação do pênis traz consequências físicas, sexuais e psicológicas ao homem, que podem ser evitadas com um diagnóstico precoce.


Leia também
Câncer de pênis: o que é e como surge
Saiba quais são as doenças urológicas mais frequentes