Cirurgia robótica no Ceará

Cirurgia_Robótica_Ceará

O Ceará saiu na frente e, em agosto do ano passado, realizou as primeiras cirurgias robóticas com a plataforma Da Vinci. Com essa iniciativa, o Ceará se tornou o primeiro estado do Norte-Nordeste a dispor dessa tecnologia.

No Brasil, possuem o equipamento 15 hospitais dos estados do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo. atualmente, há 14 robôs instalados no país. Em Fortaleza, a tecnologia foi implementada no Hospital Monte Klinikum, cujo setor de cirurgia robótica conta com seis médicos nas seguintes especialidades: cirurgia urológica (Marcos Flávio Rocha e Jurandir Picanço), cirurgia bariátrica (Henrique Macambira e Rodrigo Babadopulos) e cirurgia coloproctológica/digestiva (Robert Bringel e Olavo Napoleão).

Segundo o Dr. Marcos Flávio Rocha, presidente da Sociedade Brasileira de Urologia – Secção Ceará (SBU-CE) e Secretário-geral da Sociedade Brasileira de Videocirurgia – Capítulo Ceará (Sobracil-CE), a implantação do programa de cirurgia robótica ocorreu em várias etapas. “Inicialmente, foi realizado um treinamento on-line, seguido de viagens para centros de referência no Rio de Janeiro, São Paulo e Estados Unidos, para prática em simuladores com aplicação de provas de proficiência. Ainda foi realizado treinamento em cirurgia experimental em Bogotá, capital da Colômbia, também com avaliação de proficiência. Ao longo da preparação, tivemos contato com uma robusta capacitação teórica e prática para conhecer as possibilidades do equipamento Da Vinci e aprender manobras de segurança”.

Após essas etapas, as cirurgias foram iniciadas no Hospital Monte Klinikum sob supervisão do coordenador do programa, Dr. Vipul Patel, e dos proctos Eduardo Parra, Luiz Alfredo e Rafael Coelho. Desde o início do programa, foram realizadas 55 cirurgias, sendo 31 urológicas (29 prostatectomias e 3 nefrectomias parciais), 9 cirurgias bariátricas e 15 coloproctológicas e digestivas. A avaliação inicial demonstra excelentes resultados operatórios e reduzido tempo de internamento hospitalar.

Marcos Flávio Rocha acrescenta que, como cirurgião especializado no tratamento de distúrbios urológicos, vem acompanhando o desenvolvimento tecnológico na laparoscopia.
Nessa trajetória de inovações, o desenvolvimento da videocirurgia assistida por robô representa ganhos expressivos tanto para o paciente quanto para o médico.

O equipamento Da Vinci funciona como uma extensão mais precisa do desempenho do médico. A partir de uma mesa de controle, o cirurgião vê a área de operação numa tela no console e comanda os movimentos dos braços do robô. A capacidade de ampliar a imagem e a visão tridimensional proporcionam ao especialista acompanhar com mais clareza as condições do paciente. E, ao possibilitar ao cirurgião realizar o processo sentado, o equipamento garante mais conforto ao médico, diminuindo sua fadiga.

A cirurgia robótica, assim como a laparoscopia convencional, é realizada através de pequenos orifícios, o que resulta num processo menos agressivo. É possível constatar a resposta do paciente a partir da menor quantidade de anti-inflamatórios e analgésicos necessária no pós-operatório. Ademais, como a taxa de sangramento é menor em procedimentos como a prostatectomia radical para o tratamento do câncer de próstata, a recuperação é mais rápida. Se antes o paciente ficava cinco ou seis dias no hospital após alguns procedimentos convencionais, atualmente ele pode retornar para casa em 24 horas, em certas situações.

Matéria publicada no jornal da Sociedade Brasileira de Videocirurgia (Sobracil). O texto está na página 8, acesse clicando no link.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s